SARS-CoV-2 é natural e não sintetizado em laboratório, garante estudo publicado por cientistas escoceses, australianos e estadunidenses

Enquete

Resultados

Cai por terra a teoria da conspiração do bozo. Em um estudo acabado de publicar, cientistas escoceses, australianos e estadunidenses asseguram que o vírus SARS-CoV-2 surgiu a partir de processos naturais de evolução dos seres vivos.

A pesquisa foi publicada em 17 de março na revista Nature, tendo os cientistas recorrido ao genoma já sequenciado do novo coronavírus e o comparado com os genomas de outros vírus da mesma família.

Logo após o início da epidemia, cientistas chineses lograram sequenciar o genoma do SARS-CoV-2, disponibilizando os dados para pesquisadores de todo o mundo.

Andersen e sua equipe usaram esses dados de sequenciamento para explorar as origens e a evolução do SARS-CoV-2, concentrando-se sobretudo no modelo de proteínas que o vírus usa para se agarrar e penetrar nas paredes externas das células humanas e de outros animais.

Os resultados permitem inequivocamente afirmar que o SARS-CoV-2, que provoca a doença chamada COVID-19, não é produto de manipulação genética ou obtido artificialmente em laboratório ou por qualquer outro meio.

Os cientistas apuraram que o SARS-CoV-2 surgiu de forma natural a partir de mutações no genoma do vírus, que o tornam mais infeccioso em seres humanos, e que surgem aleatoriamente durante sua replicação.

FONTE

 

0
Diver 2 semanas 0 Respostas 160 visualizações Professor 0

EU PRETENDO DEIXAR AQUI A MINHA RESPOSTA

Encontrar

Escolha aqui o tipo de vídeo.

Cole aqui o ID do vídeo : https://www.youtube.com/watch?v=sdUUx5FdySs Exemplo: 'sdUUx5FdySs'.

Resposta anónima