Porta dos Fundos: Para os homofóbicos, ser gay é um insulto. Aí é que está o preconceito. Você concorda?

Enquete

Resultados

“Penso que o ódio pelo Especial de Natal diz muito mais sobre quem o repudia do que sobre nós. A homofobia é nítida neste caso. Para nós, da Porta dos Fundos, ser gay é uma característica como qualquer outra. A pessoa pode ser alta, baixa, branca, negra, gay, hétero. Para os homofóbicos, ser gay é um insulto. Aí é que está o preconceito”, disse Fábio Porchat, ator e membro do grupo, em entrevista ao site O Globo.

Para o humorista, este tipo “de intolerância é cada vez mais comum”. “Se não identificarmos esses terroristas, isso pode soar como um aval para que mais atentados sejam encorajados a acontecer. O país e o estado precisam de mostrar que não aceitamos ataques violentos de qualquer espécie contra quem quer que seja. Contra o presidente, contra a Porta dos Fundos ou contra si”, frisou.

“Não vão nos calar. Nunca”, acrescentou o ator nas redes sociais.

RESOLVIDA 0
Ana 3 meses 10 Respostas 221 visualizações Professor 2

Respostas ( 10 )

  1. “Não vos enganeis, de Deus não se zomba; o que o homem semear, isso mesmo ceifará.” (Gal.6,7)

  2. Não gosto nem um pouquinho do humor do porta dos fundos, acho bem fraco, sabe o que eu faço sobre isso? Nada, só não assisto.

  3. é triste pra c***** o que aconteceu.

    MELHOR RESPOSTA ****
  4. Esta resposta foi editada.

    Da mesma forma podemos contender de que o filme que eles fizeram zombando de Cristo e dos apóstolos, é um crime de ódio e de intolerância religiosa.

    Os Cristãos com todo o direito se sentiram ofendidos com estes ataques de ódio.

    Pois para nós, Cristãos, Cristo é uma figura muito importante e que merece respeito.

     

    Que para nós, Cristãos, Cristo é uma figura real e muito importante para nós, e que a comunidade cristã do Brasil não deve ficar calada diante dos crimes de ódio e preconceito que foram praticados pelo ridículo grupo do Porta dos Fundos.

    Deveríamos boicotar os elementos.

  5. Eu não assisto Porta dos Fundos, não ligo pra Jesus ou qualquer religião. Obviamente que eles foram espertos em explorar dois temas bastante tocados aqui no Brasil, né? Estão ganhando dinheiro de qualquer forma.

    Sirva os servos.

EU PRETENDO DEIXAR AQUI A MINHA RESPOSTA