Curto algo diferente

Pergunta

Venho fazer uma confissão real e essa e minha primeira vez então me desculpe se não fica muito bom.
Eu confesso que desde meus 13 anos sempre tive uma leve queda por calcinhas, elas sempre me chamaram a atenção pelas diversas cores e estampas, quando minha prima saia ficava olhando as calcinhas dela, só que tinha medo de usar  uma calcinha e alguém acabar vendo, um belo dia que não tinha ninguém em casa acabei tomando coragem e experimentando, nossa foinuma sensação de outro mundo, nunca havia imaginado que algo simples poderia despertar um tesão. Com isso foi virando hábito e sempre que tinha uma oportunidade usava e me masturbava, no banheiro, no quarto e no quintal. Hoje sou maior de idade e ainda uso calcinhas, acho muito confortável, bonitas e dão um tesao. Ultimamente tenho sempre usado, pra trabalha, sai, ultimamente quando saiu quando alguma mulher vou usando uma calcinha mas não deixo que role um sexo ou algo mais íntimo por medo da reação dela ou o que vai achar, e em casa fico de bermuda mais sempre de calcinha.  Tenho varias CALCINHA de rendas com babadinhos  e as minhas favoritas são as da cor Rosa,  sempre fui muito feliz, . Passei então a usar somente Calcinhas tinha de diversos tipos, qualidades e Marcas.
Minhas calcinha tem que ter renda, tem que ter nas cores Rosa, Branca, azul piscina, preto, acho que tenho todas as cores.kkkk.
Assim é minha vida até hoje, sou solteiro Heterosexual, amo minha,  ainda não tive coragem de confessa a alguém  minha tara e fetiche por calcinhas, não sei o que as mulheres acham disso e o que uma parceira acharia, gostaria das opiniões das mulheres por favor, não sei se isso e uma doença ou algo normal, só sei que curto isso.

em progresso 0
SiilvaHC2019_01 2 semanas 2 Respostas 58 visualizações Iniciado 0

Respostas ( 2 )

  1. Podia ser pior… se você fica feliz assim… porque não?

  2. Burusera – Fetiche por calcinha usada

    Burusera (Burusera (ブルセラ?) é uma palavra japonesa, criada a partir da combinação das palavras burumā (ブルマー?), de bloomers (uniformes usados em aulas de educação física) e sērā-fuku (セーラー服?), que significa o uniforme de marinheiro, que é o tradicional uniforme escolar para meninas no Japão.

    Em 1993 (e mesmo antes) iniciou-se um fenômeno onde estudantes japonesas passaram a vender partes de seu uniforme escolar (sērā-fuku) e roupas íntimas esportivas usadas para lojas especializadas, apenas para obter lucro. Esses estabelecimentos semi-legais escondidos em porões de prédios reúnem um público masculino interessado em comprar tais peças para satisfação de fetiche sexual.

    O sociólogo japonês Shinji Miyadai foi apelidado deburusera gakusha (o especialista em bususera) após expor uma pesquisa acadêmica sobre as lojas de fetichistas por uniformes escolares. Veja mais clicando aqui


    Veja mais clicando aqui!

EU PRETENDO DEIXAR AQUI A MINHA RESPOSTA